Mais do mesmo… lá vem mais Bibliotecas!

Na primeira vez que fui à Dublin, como sempre, me perdi e me achei diversas vezes… e numa dessas “ruas da perdição” acabei me deparando com a, meio escondidinha, Marsh Library, que parecida uma biblioteca particular e estar fechada. O plano do dia era conhecer a linda Chester Beatty Library, mas como eu não posso passar na frente de uma biblioteca sem dar uma espiadinha fui xeretar e, tentando tirar uma fotinho da porta de entrada onde constava os nomes de todos os bibliotecários, ouço um senhor abrindo a porta dizendo “Não gostaria de entrar e conhecer melhor, senhorita?  Ele foi muito simpático, 🙁 esqueci o nome dele 🙁 , e me contou um pouco da história e algumas curiosidades e nem me cobrou pela entrada!!!

Bom a “história” toda foi para justificar a inclusão da Marsh (é que vi umas fotinhos de viagens e fiquei com saudadinha ) neste post pois estava escrevendo sobre algumas bibliotecas que voltaram a cena e causaram nas últimas semanas…  Bora então conhecer um pouquinho dessas “meninas” que estão na boca do povo? Ah e também da Marsh né?

Situada, no coração de Dublin, pertinho da famosa Catedral de Saint Patrick, e aberta como a primeira biblioteca pública da Irlanda em 1707, a Marsh Library foi fundada pelo Arcebispo Narcissus Marsh (1638-1713) que, segundo relatos, é frequentemente visto perambulando por lá (olha ele neste retrato na parede) e conta com as maravilhosas estantes de carvalho originais que reúnem mais de 25 mil livros e 300 manuscritos raros e fascinantes!

Andando por esta biblioteca é como uma fascinante viagem ao século XVIII com sua arquitetura impressionante de pedras e mármores, imensas janelas e claro aquele cheirinho de livros antigos. Por suas pequenas salas de leitura já passaram milhares de visitantes, dentre eles James Joyce, Bram Stocker e Jonathan Swift … e Bram ao que parece era um daqueles “ratos de biblioteca” pois seu nome aparece dezenas de vezes no livro de entrada!  

Devido aos roubos de livros, nos primeiros anos de acesso ao público (mais de 1000 ), somente se podiam ler ou consultá-los em “pequenas jaulas” as quais tinham suas portas abertas quando a leitura ou consulta tivesse terminado!! Foram colocados também algumas grades a fim de manter os larápios bem longe

A Marsh Library é fechada as terças e domingos e a entrada é de 3 euros para os adultos e 2 para as crianças e idosos e caso você queira conhecer mais curiosidades sobre está incrível biblioteca há diversos tours disponíveis bem como o acesso ao diretor Dr. Jason McElligott  acesse aqui Olha só que figura… adoraria conhece-lo!!!

Considerada a maior biblioteca pública da Europa ( acesse aqui outros posts sobre bibliotecas),

e provavelmente a última, deste tamanho, a ser construída no Reino Unido, abriga mais de um milhão de livros em seus 35 mil metros quadrados. O edifício, projetado, em 2009, pelo escritório holandês Mecanoo Architects, é uma das várias razões para você conhecer esta que a segunda maior cidade do Reino Unido. Com mais de 1 milhão e duzentos mil habitantes, berço da revolução industrial e local onde J. R. R. Tolkien passou grande parte de sua juventude, Birmingham traz inúmeras atrações culturais e históricas e, claro, a Library!!!

Centro de uma grande polêmica – voltou aos holofotes devido a nova discussão sobre o custo da obra (ficou em torno de 200 milhões de libras),  a Library of Birmingham tem quatro características notáveis em sua construção: placas de piso grandes e versáteis (no porão e nos níveis do solo e nos dois níveis acima), um átrio assimétrico, uma tela metálica decorativa sobre as fachadas vidradas – que atua na manutenção do conforto térmico no interior do edifício, e agradáveis jardins elevados ao ar livre sobre os “ombros salientes” dos níveis superiores.

Além do incrível acervo, dos diversos espaços de estudo, salas multimídias, espaços expositivos e da sustentabilidade – que aparece na reutilização de água, no sistema de aquecimento geotérmico e na cobertura verde – dispõe de uma diversidade de serviços à comunidade, incluído uma área dedicada à saúde da população!

É também um dos lugares mais visitados pois conta,  ainda, com algumas das mais importantes coleções do mundo, tais como a “Parker Collection of Children’s Books and Games” – com livros e jogos infantis incluindo obras de 1538,  a “Wingate Bett Collection Gallery” – com mais de um milhão de bilhetes de transporte de todo o mundo, e, claro, a “Birmingham Shakespeare Collection” que conta com mais de  44.000 itens, incluindo livros, revistas , DVDs, fotografias, pôsteres, programas de peças, ilustrações e um exemplar do primeiro folio impresso em 1623, o qual traz o mais famoso retrato de Shakespeare!!!

 

Tem ainda um também famoso café, que serve uma variedade de pratos, utilizando ingredientes britânicos os quais variam de acordo com a safra, e tem uma vista incrível da Centenary Square!!!

Outra biblioteca que está dando o que falar é a Tianjin Binhai Library, 33.700m2, com capacidade para armazenar 1 milhão e duzentos mil livros distribuídos nos cinco andares de sua circular, e única, arquitetura

Ela foi projetada pela empresa MVRDV juntamente com o Instituto de Planejamento, Design e Urbanismo de Tianjin (TUPDI), como parte de um distrito cultural completo para a cidade, incluindo áreas residenciais, governamentais, comerciais e também interligando à “cidade antiga”. 

No centro da biblioteca, há uma enorme bola prateada – “O Olho” – que compreende o auditório e espelha as longas prateleiras e escadarias ao redor – que incluem espaços para sentar e ler.

No nível subterrâneo se encontram espaços de serviços e armazenamento de livros além de um grande arquivo. No térreo e no primeiro andar áreas de leitura para crianças e idosos, para uma maior acessibilidade, além da entrada principal, acesso ao complexo cultural, auditório e terraços, e nos dois últimos andares, as salas de reuniões, escritórios, salas de informática, de áudio e vídeo e dois “rooftop”.

 

Realmente incrível, não é? Mas não consegui confirmar se realmente está funcionando, com tudo o que estão falando ou mostrando, ou mesmo alguma matéria sobre o pessoal que trabalha lá (como trabalham) ou o tipo de material do acervo, acesso, website… etc, assim se tiverem algum outro dado vou adorar receber e atualizar

Outra que voltou ao spot light

Projetada pelo renomado arquiteto holandês Rem Koolhaas e com capacidade para mais de um milhão de livros a Biblioteca Nacional do Catar – QNL é parte da Qatar Foundation for Education, Science and Community Development. Aberta ao público neste mês, abriga também mais de 500 mil e-books, periódicos, jornais, coleções especiais, diversos estúdios de música, impressoras 3-D, auditório, salas de multimídia, laboratórios e bibliotecas especializadas para adolescentes e crianças.

“Estamos muito satisfeitos em abrir nossas portas para a comunidade do Catar. A Biblioteca Nacional do Catar, pretende ser um espaço público onde as pessoas de todas as idades possam vir a aprender, refletir, engajar e se inspirar. Além disso, um local permanente para a coleção Heritage – um repositório valioso da história e patrimônio do Catar, da região do Golfo Árabe e do mundo árabe e islâmico – incluindo textos e manuscritos raros relacionados à civilização árabe e islâmica, mapas históricos, instrumentos científicos, fotografias bem como escritos de viajantes que exploraram a região do Golfo Árabe ao longo dos séculos” (Dr. Sohair F. Wastawy, Diretor Executivo da QNL)

Com 45.000 m², a QNL dispõe também de uma biblioteca infantil contendo mais de 150.000 livros, em inglês, árabe, francês, alemão e outras línguas, bem como oferece programas de alfabetização precoce e oficinas para que as famílias desenvolvam habilidades de leitura desde a infância e também brinquedos educativos, materiais de artesanato e software de aprendizado inovador, bem como sua própria equipe de bibliotecários especializados ao público infantil

E a Biblioteca Infantil, foi notícia, esta semana, em todo o mundo por disponibilizar uma “seção barulhenta” onde a antiga regra de silêncio, pelo menos neste espaço da biblioteca, já não se aplica mais

Os adolescentes também têm seu espaço “exclusivo” com um acervo de 30.000 livros, incluindo ainda graphic novels, ferramentas interativas de aprendizado, revistas, laboratórios e salas de estudos de diversos formatos e tamanhos

O site desta biblioteca linda tem informações detalhadas, sobre acervo, serviços, bibliotecários, bem como se encontra diversos artigos sobre sua construção, acervo e sobre o time de bibliotecários em eventos  (dentre eles IFLA).

É sempre bom ter este tipo de informação disponível para que não seja somente um prédio e discursos bonitos não é?

 

 

 

 

 

2 Comments

  1. Wow! Interessante…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *